domingo, agosto 26, 2012

Um querido

O dono do abraço mais seguro que um porto 
Era o último dos românticos deste Oceano Atlântico 
E eu, 
a penúltima, 
jurava que existiu mesmo uma maçã podre. 

E assim nos despedimos sorrindo... 

Promete pra mim que você será feliz.

Um comentário:

Diego Tartaglia disse...

Nem precisa de promessa, só de viver...